domingo, 20 de setembro de 2015

Arquivo para download: Vida e doutrina dos filósofos ilustres (Livro X, sobre Epicuro), de Diógenes Laércios

* Inclui as três cartas (a Heródoto, a Pítocles e a Meneceu) e as máximas principais.

Epicuro, filho de Neoclés e de Caristrate, ateniense do demo Gargetos, era de estirpe dos Fileídas, como diz Metrodoro em sua obra Da Nobreza de Nascimento. Outros autores, entre os quais Heráclides em sua Epítome de Sótion, afirmam que ele foi criado em Samos, após a colonização ateniense, e que aos dezoito anos veio para Atenas, quando Xenócrates ensinava na Academia e Aristóteles em Cálcis. Após a morte de Alexandre, o Macedônio, e a expulsão dos colonizadores atenienses de Samos por Pérdicas, Epicuro deixou Atenas para ir juntar-se a seu pai em Colofon. Lá ele permaneceu durante algum tempo e reuniu discípulos em torno de si, mas em seguida retornou a Atenas, no arcontado de Anaxícrates.

Até certa época dedicou-se à filosofia juntamente com outros mestres, porém depois adotou pontos de vista independentes, fundando a escola cujo nome deriva dele. O próprio Epicuro narra que teve o primeiro contato com a filosofia aos quatorze anos de idade. No primeiro livro de sua Vida de Epicuro, o epicurista Apolodoro afirma que Epicuro se voltou para a filosofia após haver repudiado os mestres-escolas porque não souberam explicar-lhe a significação de “caos” em Hesíodo3, Hermipos, todavia, diz que o próprio Epicuro foi mestre-escola, e que mais tarde a leitura das obras de Demócrito o levou a dedicar-se avidamente à filosofia.

Download

Nenhum comentário: